19 de Abril de 2016

Procuram-se estagiários para beber cerveja e viajar pelos Estados Unidos.

 

Quer passar o verão a viajar, a beber cerveja, a conhecer fabricantes de cerveja e mergulhar na cultura da cerveja?”

É assim que começa o anúncio da World Of Beer. A empresa está à procura de três estagiários e as funções passam por – exatamente – viajar pelos Estados Unidos da América (EUA) e no estrangeiro, para conhecerem vários fabricantes artesanais e participar em festivais de cerveja, experimentar as várias cervejas (claro) e escrever sobre isso para contar tudo.

E se pensa que a experiência se paga com a experiência, está enganado. Além de terem todas as despesas pagas(incluindo viagens, estadias e alimentação), os três selecionados para esta tarefa ainda vão receber 10,6 mil euros.  

Diz a World Of Beer no anúncio que está à procura de três bebe-estagiários para se fazerem à estrada este Verão e procurarem as melhores cerveja artesanal e comida do mundo".

publicado por /i. às 12:29
15 de Janeiro de 2016

"a ignorância é que nos pacífica. a paz está toda metida na ignorância, pronta para levar as pessoas à felicidade. e isto era a receita do regime. igualzinho hoje podemos ver mas não há quem queira ver. temos um povo que compra o jornal para ler futilidades, e compra mais as revistas de alcoviteirice, e nem sequer entenderia notícias diferentes. isto não mudou tanto assim, caros amigos, apenas a falta de vergonha, que antigamente havia vergonha, e agora devem estar a tirá-la dos dicionários. toda a gente lê a bola e o problema é que a bola nem sequer explica porque é que o benfica não ganha quando não faz sentido que uma equipa daquelas, sustentada daquele modo perca desavergonhadamente. a bola não explica nada para a consciencialização dos seus leitores, que compram aquilo como  propaganda do clube e depois não podem reconhecer nos jogos a que assistem a glória anunciada, anda tudo assim um bocado desfasado do que é e parece ser. olhe, hoje é possível reviver o fascismo, quer saber é possível na perfeição. basta ser-se trabalhador dependente. é o suficiente para perceber o que é comer e calar, e por vezes nem comer, só calar. vá espiar esses patrões por aí fora. conte pelos dedos os que têm no peito um coração a florescer de amor pelo proletariado. que porra de conversa comunista. mas não é possível  deixar de ter conversas comunistas enquanto não se largar a merda das ideias do capitalismo de circo que está montado. um capitalismo de especulação no qual o trabalho não corresponde a riqueza e já nem a mérito, apenas a um fardo do qual há quem não se consiga livrar. em quem podemos ter esperança. por mais que amemos os portugueses que estão lá fora, o que vais ser de nós se eles voltam para reclamar um lugar no emprego nacional. o que seria. cessavam as remessas dos emigrantes e todos vinham comer do que é nacional e bom. já viram o que seria. acabava o dinheiro com sabor francês e ficávamos sozinhos com um euro assombrado pela mentalidade do escudo. isso é que não outra vez. até os nossos euros haviam de pensar serem escudos numa crise de identidade à portuguesa como nunca se viu outra. é que somos estuporados por todo o lado, pagamos o mesmo que a europa paga por qualquer coisa, mas ganhamos três vezes menos. temos salário de rato. salário de humanos de segunda. porque os nossos governos não têm tomates suficientes para ler a bola e ordenar que o benfica seja campeão. porra, o que é que se passa. a maior fábrica de futebol nacional não produz resultados à altura há muito tempo, e ninguém faz nada. vocês já perceberam que se o benfica fosse campeão o país até começava a levantar da letargia. dizem que têm seis milhões de adeptos, o benfica campeão havia de funcionar como combustível nos espíritos da nação e pôr esta gente toda a bulir. até a bola passaria a ser um desportivo coerente. seria perfeito. com toda a  gente a bulir, o governo teria piedade católica e aumentaria o salário mínimo nacional para valores suficientes para pôr um aparelho nos dentes dos filhos, comprar um par de botas ortopédicas, um casaco quente para o inverno, conservar o cordão de ouro que nos ofereceram no batizado, pagar o seguro do carro para poder conduzir sem um nó no estômago, (...)"

 

Valter Hugo Mãe, A Máquina de Fazer Espanhóis

publicado por /i. às 12:49
01 de Maio de 2015

Cartaz Inglês dos anos 30

Cartaz Inglês dos anos 30

 

Tradução:

(Na parede de cima): “Precisa-se de pessoas”

Comprem produtos britânicos e conseguirão isto!

(Na parede de baixo): “Mercado de emprego”

Comprem produtos estrangeiros e estas filas continuarão!

 

Atrair investimento e aumentar o rendimento das famílias para que aumente o consumo interno e se compre produtos produzidos em Portugal. O emprego pode aumentar pouco, porém não engrossará excessivamente as filas de desempregados à porta dos centros de emprego.

Estou enganada ou é esta a mensagem que quer passar António Costa?

 

Bom dia do Trabalhador!

publicado por /i. às 12:02
20 de Abril de 2015

 Diário do Alentejo: Curioso Anúncio

 Fonte: Diário do Alentejo (Edição nº. 1720 / 10 Abril 2015)

 

Nota: Será o Passos Coelho ou o Paulo Portas que estão a tratar dos seus futuros profissionais? Parece mentira, mas o anúncio de emprego resume os perfis de ambos: as suas competências / virtudes profissionais e/ou ambições / exigências para um próximo emprego...

A pessoa que arquitectou este anúncio curioso e inesperado para si, no entanto, acertou em cheio nos nossos amorosos Primeiro-Ministro e Vice-Ministro da "coisa pública" portuguesa, essa mesmo: a dita República!

Dois conselhos para a pessoa do anúncio de emprego: tem de reformular o texto do seu reclame, pois está a promover o Passos Coelho e o Paulo Portas à sua custa e assim, os nossos amorosos encontrarão emprego depois de serem expulsos à bofetada com os votos no Partido Socialista nas próximas eleições legislativas e você fica a ver navios, ou seja, sem o emprego almejado. O segundo conselho passa por pedir aos amorosos, quando pisarem o recinto da OVIBEJA, o dinheiro despendido no anúncio publicado no Diário do Alentejo e mais uns trocos de indemnização por danos morais que por lapso utilizou argumentos que em vez de o favorecer, o prejudicou dado que recebeu propostas de emprego dirigidas aos amorosos de Portugal - Passos Coelho e Paulo Portas - e nenhuma para si. Pense com carinho nestes meus conselhos...

  

publicado por /i. às 12:28
11 de Junho de 2011

... "Arranja-me um emprego" de Sérgio Godinho

 

 

 

Rei morto, rei posto! Mal se sentaram no cadeirão do poder, já há pedidos de emprego em fila de espera:

 

1-  Líder regional do CDS-PP diz que militantes merecem cargos

 

 

publicado por /i. às 22:38
P&O na planície
Neste blogue poderá encontrar perspectivas e olhares de todos os temas que pululam na nossa sociedade e na nossa vida quotidiana, em particular. Uma Certeza, tudo poderá ser passível de ser perspectivado e olhado e levar a chancela no Perspectivas & Olhares na planície, basta Acontecer, Existir.... (...)

Ler Apresentação
últ. comentários
@ Sara os livros eram novos. Livros de escritores ...
Eram livros novos? Esses não podem ter muito desco...
@Malik tem toda a razão! Obrigada pela visita.
É triste... tanto milhão para os accionistas a sai...
Boa tarde, se reparou nos tags foi um post irónico...
Aparentemente de futebol percebes 0, caso contrari...
Posts mais comentados
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D

2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

facebook
Localização
Baixo Alentejo
Contacto
Email
blogs SAPO