14 de Dezembro de 2017

Raríssimas: Ex-presidente só sai com “indemnização e subsídio de desemprego”

 

É preciso ter muita lata, pois vergonha já sabemos que alegadamente não tem! 

Há um dito do nosso país irmão, país que conheceu bem e em boa companhia à conta dos mecenas e contribuinte português, que reza assim: quem é lagartixa, nunca chega a jacaré! Roupa, jóias caras não afastam  o charme de quinta categoria que transpira!

publicado por /i. às 21:42

... como amigo teria evitado a maioria dos seus problemas judiciais.

Ó José quem manda não teres amigos de Hollywood?!

publicado por /i. às 21:18
02 de Agosto de 2016

Este ano não acontece o World Press Cartoon, no entanto, o organizador continua em negociações com a Câmara Municipal de Cascais para o evento se realizar em 2017. Não perca tempo, venha para Beja! Ora a Camara Municipal de Beja seria um sitio ideal para o organizador pedir abrigo para o evento. O gestor de eventos João Rocha acolherá de braços abertos o World Press Cartoon. Se o financiamento é o problema - como se está a ver quer é -,  deixa de o ser, pois o principal patrocinador seria os munícipes de Beja e como é experiente em sacar fundos europeus para a cultura, encontraria com facilidade um fundo qualquer para completar o dinheiro em falta et voilá: habemos World Press Cartoon 2017 em Beja. Não seria porreiro, pá? Uma vez que o presidente João Rocha apostou em fazer todas as "festarolas" que fez em Serpa em Beja, mudando simplesmente o nome. Desta feita não teria de perder tempo em encontrar um nome para o evento copiado, uma vez que Serpa não tem nada parecido, só os tais quadros que custaram uma fortuna e ninguém sabe o paradeiro. Alguém se lembra desses quadros?  

publicado por /i. às 13:05
08 de Março de 2016

(Texto escrito em Dezembro de 2015)

 

"(...) os pequenos gestos podem ter tanto ou mais impacto que os grandes discursos."

Augusto Cury, O Vendedor de Sonhos - O Chamamento

 

Hoje o dia está soalheiro com um incomodativo ventinho levante que contrasta com a triste e inadmissível atual realidade política portuguesa: o mui nobre titular do cargo de Presidente da República é pensionista, isto é, recebe a pensão em vez do salário que é atribuído a um ocupante do Palácio de Belém. Os acasos meteorológicos - o incomodativo ventinho levante -, teremos que os aceitar, não temos outro remédio, não mandamos no tempo. E a singularidade da política portuguesa - Cavaco Silva pensionista - devemos ter o mesmo comportamento de ataraxia face às singularidades da meteorologia?

Deve ser caso único na Europa e quiçá no mundo democrático este modo de fazer política activa: ocupando um cargo de soberania, ou seja, o "Presidente da República representa a República Portuguesa, garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas e é, por inerência, Comandante Supremo das Forças Armadas" [Constituição da República] e ser-se pensionista.

Portugal tem um Presidente da República pensionista porque as circunstâncias da estrutura política favoreceram-no a ter a liberdade de escolha e optar por ficar a receber a reforma em detrimento do salário de Presidente da República. Houve em tempos que era possível acumular a remuneração e as pensões e o ilustríssimo Cavaco Silva aproveitou-se dessa benesse, que em boa hora o então Primeiro-Ministro José Sócrates decidiu terminar, foi pena não ter sido mais incisivo para não haver margem para a existência desta singularidade política em Portugal. Se calhar a cólera pelo antigo governante socialista tenha atingido o seu clímax com esta medida que prejudicou os seus interesses pessoais. Nós devíamos ser pioneiros, mas não nisto.

 

 

publicado por /i. às 12:38
15 de Janeiro de 2016

"a ignorância é que nos pacífica. a paz está toda metida na ignorância, pronta para levar as pessoas à felicidade. e isto era a receita do regime. igualzinho hoje podemos ver mas não há quem queira ver. temos um povo que compra o jornal para ler futilidades, e compra mais as revistas de alcoviteirice, e nem sequer entenderia notícias diferentes. isto não mudou tanto assim, caros amigos, apenas a falta de vergonha, que antigamente havia vergonha, e agora devem estar a tirá-la dos dicionários. toda a gente lê a bola e o problema é que a bola nem sequer explica porque é que o benfica não ganha quando não faz sentido que uma equipa daquelas, sustentada daquele modo perca desavergonhadamente. a bola não explica nada para a consciencialização dos seus leitores, que compram aquilo como  propaganda do clube e depois não podem reconhecer nos jogos a que assistem a glória anunciada, anda tudo assim um bocado desfasado do que é e parece ser. olhe, hoje é possível reviver o fascismo, quer saber é possível na perfeição. basta ser-se trabalhador dependente. é o suficiente para perceber o que é comer e calar, e por vezes nem comer, só calar. vá espiar esses patrões por aí fora. conte pelos dedos os que têm no peito um coração a florescer de amor pelo proletariado. que porra de conversa comunista. mas não é possível  deixar de ter conversas comunistas enquanto não se largar a merda das ideias do capitalismo de circo que está montado. um capitalismo de especulação no qual o trabalho não corresponde a riqueza e já nem a mérito, apenas a um fardo do qual há quem não se consiga livrar. em quem podemos ter esperança. por mais que amemos os portugueses que estão lá fora, o que vais ser de nós se eles voltam para reclamar um lugar no emprego nacional. o que seria. cessavam as remessas dos emigrantes e todos vinham comer do que é nacional e bom. já viram o que seria. acabava o dinheiro com sabor francês e ficávamos sozinhos com um euro assombrado pela mentalidade do escudo. isso é que não outra vez. até os nossos euros haviam de pensar serem escudos numa crise de identidade à portuguesa como nunca se viu outra. é que somos estuporados por todo o lado, pagamos o mesmo que a europa paga por qualquer coisa, mas ganhamos três vezes menos. temos salário de rato. salário de humanos de segunda. porque os nossos governos não têm tomates suficientes para ler a bola e ordenar que o benfica seja campeão. porra, o que é que se passa. a maior fábrica de futebol nacional não produz resultados à altura há muito tempo, e ninguém faz nada. vocês já perceberam que se o benfica fosse campeão o país até começava a levantar da letargia. dizem que têm seis milhões de adeptos, o benfica campeão havia de funcionar como combustível nos espíritos da nação e pôr esta gente toda a bulir. até a bola passaria a ser um desportivo coerente. seria perfeito. com toda a  gente a bulir, o governo teria piedade católica e aumentaria o salário mínimo nacional para valores suficientes para pôr um aparelho nos dentes dos filhos, comprar um par de botas ortopédicas, um casaco quente para o inverno, conservar o cordão de ouro que nos ofereceram no batizado, pagar o seguro do carro para poder conduzir sem um nó no estômago, (...)"

 

Valter Hugo Mãe, A Máquina de Fazer Espanhóis

publicado por /i. às 12:49
15 de Dezembro de 2015

... desta vez mandam e ensinam bem: Resta uma pergunta pertinente: sindicatos para quê?

Lidl aumenta salário mínimo para 600 euros

Resta uma pergunta pertinente: sindicatos para quê?

publicado por /i. às 12:02
P&O na planície
Neste blogue poderá encontrar perspectivas e olhares de todos os temas que pululam na nossa sociedade e na nossa vida quotidiana, em particular. Uma Certeza, tudo poderá ser passível de ser perspectivado e olhado e levar a chancela no Perspectivas & Olhares na planície, basta Acontecer, Existir.... (...)

Ler Apresentação
últ. comentários
@ Sara os livros eram novos. Livros de escritores ...
Eram livros novos? Esses não podem ter muito desco...
@Malik tem toda a razão! Obrigada pela visita.
É triste... tanto milhão para os accionistas a sai...
Boa tarde, se reparou nos tags foi um post irónico...
Aparentemente de futebol percebes 0, caso contrari...
pesquisar neste blog
 
arquivo
2018:

 J F M A M J J A S O N D

2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

facebook
Localização
Baixo Alentejo
Contacto
Email
blogs SAPO