Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

StayAway, Costa!

"Todos os partidos políticos, moderados ou extremistas, para conquistarem o poder, e sobretudo para o conservarem, admitem as férias da legalidade."

Teixeira Gomes, Carnaval Literário, 1939

 

Futilidades. O Governo socialista acha que se todos tivermos a aplicação StayAway Covid nos nossos telemóveis podemos andar à vontade sem nos preocupar em ter cuidados extra nas saídas desnecessárias e necessárias. 

Espero que quando for emitido o  alerta de alguém infectado a um metro que me avise se está à minha direita, à minha esquerda ou atrás de mim. Para evitar olhar desconfiadamente  para todas as pessoas que estão a rodear-me. Não quero levar com uma pergunta rude, porém, justa: estás a olhar fixamente para mim porquê? Queres uma fotografia? Estamos a alimentar ainda mais a desconfiança entre nós, alguém vai aceitar que: olhe não quero uma fotografia sua,  mas a app do governo emitiu um alerta que alguém que padece do covid-19 anda por aqui  ou estive num sítio onde o vírus chinês invadiu o corpo de um nosso semelhante.

Pânico a instalar-se  com a velocidade do download da StayAway Covid. O cérebro a trabalhar a mil à hora a visualizar a quem demos cotoveladas, um beijo; sim, beijinhos, não somos de ferro e por vezes não resistimos às bochechas fofinhas das nossas avós, mães, sobrinhos, filhos! Quem não pecou que atire a primeira pedra. 

Esta futilidade que o António Costa quer obrigar-nos a aderir pode custar-nos uma coima até 500 euros. Caberá ao Parlamento colocar juízo a quem nitidamente não tem competência em ser líder mas antes ser chefe. Num  tenebroso  campo de  concentração tatuavam números nos prisioneiros; estes começos benignos, dizem eles, são sempre um aviso para estarmos atentos aos avanços para restringir as liberdades individuais seguindo o exemplo de modelo anti-democrático de sociedade do país mais populoso do mundo.

Na prática esta aplicação serve para aumentar a sensação de "falsa segurança" quando ficarmos sem bateria o dia inteiro no telemóvel como é? O objectivo esfuma-se. Ora então para quê ter uma aplicação que vai ocupar memória, para além de espiar os nossos passos, não basta as outras e agora mais esta? A nossa Constituição o que diz, se vier de facto a ser aprovada no Parlamento, esta obrigatoriedade de um agente da autoridade pedir o telemóvel para verificar se descarregámos a StayAway Covid? 

Estamos ou não estamos num Estado de Direito? A democracia é suspensa para impor aos portugueses esta futilidade? Cada vez mais se prova que este governo é um erro e este Presidente da República é outro erro. O primeiro-ministro tem as prioridades invertidas. Para além de  caminharmos alegremente para  mais uma bancarrota pós 25 de Abril. O governo cria estes "faits-divers" para entreter a opinião pública e publicada para desviar as atenções da má gestão dos lares em que a Segurança Social tem a sua quota de culpa, o caos que está instalado nos hospitais públicos, as mortes que estão acontecer paralelamente às mortes por Sars-Cov-2. Nem abordo a temática dos tribunais  que estão quase parados! E os transportes públicos? As escolas? Deve ser esta app  ineficaz que vai salvar-nos! 

O folclore autoritário que começou a ser dançado sem grande resistência dos portugueses. Quando as pernas estiverem cansadas de tanto dançar este folclore e fizerem alardo disso, será tarde!

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.