Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 85

20201227_164924.jpg

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 85 = O "bicho homem" é muito  difícil de compreender e de aturar. As atitudes das pessoas, tal como os seus comportamentos, cansam. Irra se cansam.

Na berlinda está o passeio higiénico. Quem terá inventado este atributo para o passeio?! A ânsia de estar sempre a "praticar" o passeio higiénico dá origem a momentos de criatividade incríveis: desde passear com uma cabra de trela ou levar o javali à cidade ou passear a trela e quando abordado por alguém diz que o cão fugiu ou até há quem alugue cães. Assistimos a cada doido com cada ideia doida que não fora a minha capacidade de pouco me surpreender com as engenhocas imaginativas do meu semelhante para desobedecer a um dever, a uma obrigação, o meu cabelo liso que faz impressão de tão liso que é, com o choque tinha-se transformado num cabelo cheio de caracóis igual ao da  personagem Serafim Saudade! 

O que tem piada, sem ter piada nenhuma, quem anda nestas figurinhas são maioritariamente os homens. O tempo que estão em casa estão a queimar o tico e teco para encontrar artimanhas para estarem a laurear a pevide, o tal passeio higiénico.  Passeiam o cão que se nota a quilómetros que não está habituado a passear com a trela, têm de higienizar a mente três ou quatro vezes por dia, e quando chegam a casa sempre às horas das refeições é só sentarem-se à mesa, pois a esposa esteve entre quatro paredes  a higienizar a mente como?  A cozinhar, a pôr a mesa, a estender roupa, a passar a ferro a camisa do senhor seu marido. É assim que as mulheres praticam o passeio higiénico, laureiam a pevide no soalho da casa com um tecto por cima a fazer coisas úteis. Estamos neste estado de coisas.  Dizem que cada um tem o que merece, mas às vezes nem sempre se merece esta rotina de(a) vida.  

Urge ver mulheres a passearem-se com a cabra, o javali, o burro, o gato ou cão. Estou à espera de vos ver na televisão, em fotografias publicadas nas redes sociais.

Eu vou fazer a minha parte.

Não tenho porquinhos. Uma pena, seria um piadão mimoso passear um porquinho pelo empedrado da minha cidade de acolhimento.

Antes que se faça mais tarde, vou à procura de umas alças para aplicar na gaiola da minha caturra Júlia, para amanhã bem cedinho mal o nevoeiro se dissipe do céu colocar às costas a gaiola com a minha "Júlia" e fazer o meu passeio higiénico. Que também mereço.  

Resto de bom domingo. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.