Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 41

20191128_144933.jpg

 

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 41 = Soaram as estridentes badaladas do Relógio “Orçamento do Estado”. Os minutos foram segundos: fizemos inveja ao Parlamento Inglês. A pontualidade na aprovação do OE faz  ser um Governo Costista pontual ou um pontual Governo Costista?

A Catarina Martins com o seu BE prometeu e cumpriu: “amar pelos dois”. O relógio badalou e a abstenção soou em bloco caviar.

O Jerónimo de Sousa com o seu PCP seguiu o slogan criado pelo Fernando Pessoa para o primeiro anúncio da Coca-Cola em Portugal: “ Primeiro estranha-se, depois entranha-se”. A abstenção badalou em comité.

O André Silva e o seu PAN com a concorrência de protagonismo a cerrar fileiras estava mais do que decidido que “quem não aparece, esquece” e assim badalaram para o rumo da apanha das beatas deixadas na abstenção.

A Joacine Katar Moreira e o seu Livre à boa tradição portuguesa: “desdenhou, mas comprou”. A papoila murchou e antes que as pétalas caiam da triste penumbra, correu ao retumbar das badaladas do Relógio “Orçamento do Estado” para a abstenção conduzi-la para as luzes da ribalta, novamente.

O fantasma PEV (é tão fantasma que eu nem sei bem quem é o seu líder) não se apercebeu do som das badaladas e ficou indiferente, pois está habituado ao timbre do gongo do seu motorista PCP. Porém, como anda sempre de pendura “vai onde o levam” e assim lá estava o fantasma PEV à espera das badaladas da abstenção para conseguir ser  embalsamado. (Sempre é melhor um partido embalsamado, estático mas vemos, do que um partido fantasma, invisível que nem com gps o encontramos).

Os três deputados do PSD pertencentes ao círculo eleitoral da Madeira ao estilo do bailinho madeirense “não quiseram brincar” com o Rui Rio e sim com o seu conterrâneo Miguel Albuquerque, por isso, mal as badaladas ecoaram foram bailando até à abstenção.

Orçamento do Estado 2020 aprovado na generalidade. Siga a marinha, é como quem diz, siga para a especialidade que pouco ou nada vai alterar.

Moral da história: Tudo termina bem desde que o António Costa vença.

Portugueses 0 - 10  António Costa.

Uma goleada das antigas!

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.