Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 35

20190914_184327.jpg

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 35 = A luz apagou-se definitivamente para 17 mulheres no decorrer da gravidez, no parto e pós parto. A mortalidade materna registada em 2018 é igual à verificada nos idos anos 80.

Paz para as grávidas que perderam a vida a dar vida. Esperança e Amor para os bebés que ficaram órfãos de mãe. Misericórdia para os pais pela perda da filha e para o pai  que terá a missão de  ensinar ao filho a sábia fórmula de conhecer e amar a mãe não a conhecendo fisicamente, mas reconhecendo-a nos traços da sua personalidade: sou distraído e optimista como a minha mãe. Ou quando olhar para o espelho instantaneamente ver que vivem em si alguns pormenores da fisionomia da mãe. Conseguir rir com a falta de jeito que tem para as artes manuais que herdou da mãe.  

Será um órfão que não sentiu o beijo aconchegante da mãe, não ouviu a voz da mãe, só conseguirá imaginar o beijo, a voz…

Porém, será um órfão que sentirá a presença da mãe ao olhar para aquele objecto que a mãe adorava, identificá-la-a quando partilham o mesmo gosto pelo arroz de pato que tem de estar solto ou pensar que foi buscar o hábito da mãe: perder-se no mundo paralelo que a leitura convida a viver.

É uma missão hercúlea do pai. Todavia, possível para que o filho sinta orgulho do pai por ter feito dele alguém sem sentimento de culpa e ressentido pelo falecimento da mãe; e para que a falta seja circunscrita à mãe física, e o pai conseguir que a mãe viva no coração do filho e fazer-se acompanhado no seu dia a dia – passar para os seus descendentes–, aquelas lembranças que nunca desvanecem com o tempo.

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    /i. 30.11.2019

    Olá, Maria.
    Obrigada. É um conjunto de causas que estão a associadas a este retrocesso preocupante, por exemplo: moda dos partos em casa sem acompanhamento especializado, equipas em maternidades desfalcadas de recursos humanos, o desinvestimento conduz ao negligente serviço, qualquer sinal faziam cesariana e agora é após longas horas em trabalho de parto...
    Vamos ver o resultado das averiguações dos motivos.
    Bom fim de semana, Maria.
    Beijinho
  • Imagem de perfil

    Maria 30.11.2019

    Achas que alguma vez divulgarão os resultados? Fica tudo na pedra de gelo. Nao será conveniente descobrir mais falhas no SNS.
    Esta mania dos partos em casa tinha de dar asneira. A moda do natural dá nisso.
    Tive uma experiência pouco agradável com uma sobrinha, percorremos maternidades a ver qual estava aberta. Mas o final foi feliz. O atendimento de luxo. No hospital São Francisco Xavier. Pessoal muito competente e eficiente.
    Beijos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.