Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 35

20190914_184327.jpg

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 35 = A luz apagou-se definitivamente para 17 mulheres no decorrer da gravidez, no parto e pós parto. A mortalidade materna registada em 2018 é igual à verificada nos idos anos 80.

Paz para as grávidas que perderam a vida a dar vida. Esperança e Amor para os bebés que ficaram órfãos de mãe. Misericórdia para os pais pela perda da filha e para o pai  que terá a missão de  ensinar ao filho a sábia fórmula de conhecer e amar a mãe não a conhecendo fisicamente, mas reconhecendo-a nos traços da sua personalidade: sou distraído e optimista como a minha mãe. Ou quando olhar para o espelho instantaneamente ver que vivem em si alguns pormenores da fisionomia da mãe. Conseguir rir com a falta de jeito que tem para as artes manuais que herdou da mãe.  

Será um órfão que não sentiu o beijo aconchegante da mãe, não ouviu a voz da mãe, só conseguirá imaginar o beijo, a voz…

Porém, será um órfão que sentirá a presença da mãe ao olhar para aquele objecto que a mãe adorava, identificá-la-a quando partilham o mesmo gosto pelo arroz de pato que tem de estar solto ou pensar que foi buscar o hábito da mãe: perder-se no mundo paralelo que a leitura convida a viver.

É uma missão hercúlea do pai. Todavia, possível para que o filho sinta orgulho do pai por ter feito dele alguém sem sentimento de culpa e ressentido pelo falecimento da mãe; e para que a falta seja circunscrita à mãe física, e o pai conseguir que a mãe viva no coração do filho e fazer-se acompanhado no seu dia a dia – passar para os seus descendentes–, aquelas lembranças que nunca desvanecem com o tempo.

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.