Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

P&O na Planície: Bom Fim de Semana 106

20210826_194545.jpgP&O na Planície: Bom Fim de Semana 106 = As estradas nacionais portuguesas têm duas vias com dois sentidos de trânsito. A estrada das  notícias têm só um sentido, circulam durante dias sem descanso; quando outro engarrafamento noticioso surge, encostam à berma para nunca mais voltar. São as notícias com tema de um só sentido (pandemia e eleições autárquicas), quando há notícias na noutra via, no sentido contrário, que são muitas e  variadas com igual interesse informativo para as gentes desta terra: 

1 - A Senhora Ministra que fez uma visita surpresa a uma loja do cidadão,  sem paciência de chinês, colocou em sentido a lentidão no atendimento, os funcionários são a vapor e estão cansados de estar com a porta fechada da "loja" desde Março, perderam o ritmo de cágado, agora estão a passo de caracol; anunciou algo que vai tirar muito trabalho de cima dos ombros dos atrapalhados (e confusos) funcionários da Segurança Social a despachar expediente: a atribuição do abono de família vai ser automático. Gritou? Sim, mas depois quem é vossa amiga, quem é? Pois, a Senhora Ministra gritona. Já terá cartão de militante do PS? Esta sim seria uma aquisição de peso para ser a próxima Primeira-Ministra de Portugal;

2 - As influencers já se calaram com a tragédia humana que se apoderou outra vez do Afeganistão? Vivem de fogos-fátuos, não li a insurgirem-se com o facto de o Ministro dos Negócios Estrangeiros ter mentido ao declarar que o Estado Português tinha trazido todas as pessoas da lista de prioritários que auxiliaram a tropa portuguesa nas missões no Afeganistão: "(...) reconhece que Portugal não conseguiu retirar do Afeganistão nem metade dos afegãos previstos. Augusto Santos Silva garante que o Governo não desistiu de trazer os mais de 60 cidadãos que ainda estão em Cabul." O Marcelo Rebelo de Sousa, para variar, tagarelou apressadamente que a missão de resgate tinha sido um sucesso! É outro que gosta e alimenta-se de fogos-fátuos: "Portugal sai de cabeça erguida daquilo que era o cumprimento de um princípio moral. Quem esteve connosco sempre, em situações difíceis, merecia que nós estivéssemos com eles e elas na situação mais difícil da sua vida, que é a situação de assistir ao drama a que se assiste com o povo afegão". Saímos de "cabeça erguida" , está tão erguida, de cabeça no ar, que escapou vários nomes que estavam na lista e que tinham de embarcar para Portugal como forma de agradecimento por terem ajudado os nossos militares ao longo destes anos em solo Afeganistão.  A ingratidão e falhar ao prometido é uma canalhice. Então, influencers já estão nas vossas redes sociais a queimar com palavras esta atitude de falsear as expectativas de quem esteve sempre sem falhar o compromisso de "amparar" a tropa portuguesa? Dêem corda aos dedos.

O Ministro não desistiu de quem trabalhou para nós, mas e tratar da logística para os trazer?  Não se vislumbra nenhuma cabeça erguida a tratar disso. Ninguém será punido por despreocupada incompetência.  Um bom exemplo foi o que aconteceu nos Países Baixos: "Ministra holandesa dos Negócios Estrangeiros demitiu-se devido à gestão da crise no Afeganistão." A gestão de retirada dos holandeses e afegãos, das listas prioritárias deles, foi caótica e irresponsável, o Parlamento forçou a demissão com a apresentação de uma moção de censura.  Isto sim é governar de "cabeça erguida" perante as irresponsabilidades de quem está empossado de Ministro; 

3 - Qual o melhor comentário para esta trapaça criada e  promovida com pompa pelo Governo do Líder Espiritual AC: "Governo põe funcionários de escolas e do SNS a contar para o "emprego privado." Através de uma nota de imprensa estilo Coreia do Norte anunciaram a "vitalidade da economia" geradora de um elevado número de empregos no sector privado. Era muito bom, se fosse real. Pois que não é. A mentira tem perna curta: o governo usou os dados do INE e acrescentou no item emprego no sector privado: as contratações dos ministérios da saúde e educação.  Fez este arranjinho chamando de emprego privado no sector público,  algo que não existe e não é prática nas estatísticas realizadas pelo INE por ser uma deturpação dos factos.  Não devia ser desencadeado um processo por instigar a proliferação de "notícias falsas"? O Trump é que é o da fama, mas está mais do que provado que muitos têm a fama e o proveito.  São uns dissimulados encartados, e ninguém acha estranho. 

Algumas notícias enfim são faits divers, mas o que seria de nós sem estes momentos de parvoíce? 

Às vezes, a realidade supera a piada fabricada:

1 - Agora que o rapaz mandou abaixo a marquise, ou melhor o quartinho, do seu apartamento de luxo em Lisboa, apareceu uma outra apoquentação. Então não é que ainda agora se instalou numa mansão em Manchester, está outra vez de malas feitas para outra mansão? Tudo por causa da chinfrineira que as ovelhas fazem no terreno contíguo à sua casita de poucas assoalhadas. Não há direito. Expulso por causa de umas familiares da Ovelha Choné. O repouso é interrompido impiedosamente pelas melodias dos chocalhos que sempre que possível estão a treinar as cordas vocais para balirem afinadamente para o patrão se comover e trazer mais vezes uma ração à restaurante com estrela Michelin

O que é certo é que Cristiano Ronaldo borregou. Segue-se outra residência oficial para a família CR7. A ver vamos se ficará por aqui a troca de "home".

2 - Lá vem a China outra vez à baila. Desta vez é à mesma o Governo a marcar pontos: "Governo chinês proíbe homens com "afeminado" em programas de televisão". Ui se fosse cá,  era uma arrasia. Era preciso formar apresentadores à pressa e a maioria dos convidados era vetado. Ainda bem que nós não somos, nem sequer estamos submissos ao lobby LGBTI. [Eu com sorriso amarelo]

O Quintino Aires que não pertence, não gosta dessa extravagâncias, teve a (in)felicidade de dizer algumas coisitas contra a grupeta, não foi de vela, nem nada! [Eu com sorriso amarelo, outra vez]

Há muita liberdade, desde que não me pises os calos! Quanto mais "niang pao" melhor,  cá,  pois lá estão banidos. As mulheres que se cuidem têm mais concorrência, eu, por acaso, não gesticulo a parecer que estou a fazer contorcionismo.  Mas eu gosto deles com os trejeitos todos copiados e/ou herdados, sou pela transparência de atitudes e comportamentos. Força nisso, reinventem o Grito de Ipiranga! 

O filho de Júlia Pinheiro aplaudiu com um "finalmente" o afastamento do psicólogo Quintino Aires dos programas da TVI, que falta de solidariedade.  Eu é que nunca mais vejo o "finalmente" do escândalo protagonizado pelo pai com o mesmo nome do filho, imaginação em crise, que é o recebimento de uma indemnização proveniente do contribuinte à  beira da reforma (caiu na conta bancária ou não?). E não é de somenos este esclarecimento que deve ao contribuinte, o dono da rádio pública: se continua a ser pago pelos programas que faz na Antena1. Assim, não custa ter uma vida faustosa.  

Como hoje não é dia de escola, podem andar inestéticos, mas atenção diminuiu a temperatura,  por isso, para evitar constipações e tosse seca: tenham cuidado com os decotes até ao umbigo, os calções a destapar a virilha, bem como os boxers à mostra a ver os pés metidos em havaianas a captar os micróbios das ruas sempre sujas das cidades e vilas. 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.