Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

Onde vou colar este autocolante?

Estou de acordo que a comunicação social deva divulgar informações de todos os actores que participam nos vários sectores da nossa sociedade, principalmente dos actores que ocupam cargos públicos e/ou políticos. No entanto, é obrigatório respeitar as regras e as leis que regem a nossa democracia e neste caso específico o Correio da Manhã devia ter esperado pelo levantamento do segredo de justiça do processo do antigo primeiro-ministro português. Com a premissa “jornalismo sem segredo” constrói as suas notícias com informações ilícitas, que não podiam ser ainda divulgadas, assim é fácil, preencher as páginas dos jornais para serem colocadas nas bancas no dia seguinte. Como se pode catalogar este género de jornalismo? Jornalismo de investigação nunca poderá e nem deve ser considerado. “Sem imprensa livre não há democracia”: em muitos momentos o Correio da Manhã não quer esperar e implementa um regime à sua medida em Portugal: o anarquismo.

Esta forma de fazer jornalismo por vezes tem os seus dissabores, dado que é do mais evidente que há certas figuras públicas que não são enquadradas no regime inventado pelo correio da manhã. Questiono se algum diretor ou mesmo o dono do jornal estivesse sob investigação o Correio da Manhã adoptaria uma postura anarquica ou democrática?

Se me dão licença, vou pensar onde fica melhor o autocolante que mais parece aqueles autocolantes que a rádio renascença e a rádio comercial ofereciam para se colar nos vidros dos carros, lembram-se?

Onde vou colar o autocolante?

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.