Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

O Exemplo devia vir da Câmara Municipal de Serpa

Serpa (des)governo 7

A Câmara Municipal de Serpa está num braço de ferro com o Ministério da Educação devido ao facto de não querer comparticipar metade da verba financeira (a outra metade fica a cargo do Ministério da Educação), para que as obras de requalificação avancem na degradada Escola Secundária que o concelho de Serpa disponibiliza. Refere que não tem os 500 mil euros  para gastos extra (quase 170 mil euros por ano, sabendo que a obra tem o prazo de três anos) para que haja luz verde na candidatura aos fundos europeus. Dou de barato que não têm meio milhão para tirar do orçamento municipal que logicamente é atribuído pelo erário público que resulta do pagamento de impostos pelos contribuintes. 

Todavia, não conseguem tirar uns míseros euros do orçamento do município para consertar a rotura de água que está há semanas na freguesia de Vila Verde de Ficalho? 

IMG-20200914-WA0002.jpg

Para pequenos arranjos de dia a dia de equipamentos desgastados e serviços deficientes em que a Câmara Municipal é a única responsável também não há dinheiro? 

IMG-20200914-WA0001.jpg

O Município pede, e bem, para termos parcimónia no consumo de água, depois assistimos ao constante desperdício de água potável dias a fio por via da tardia ou imperfeita reparação  das inúmeras roturas que nascem como se de cogumelos se tratassem. As roturas de água vão ficando e encorajando os limos de nascerem e desenvolverem-se à rédea solta! 

IMG-20200914-WA0000.jpg

É certo que nós (in)voluntariamente não poupamos a água que devíamos poupar, porém a Câmara Municipal de Serpa não será um bom exemplo a copiar no que se refere à poupança de água!

Assim, adaptando a célebre frase de Shakespeareà realidade da eterna Vila Branca: algo vai mal no Reino de Serpa!

 

_______

* expressão original: "Something is rotten in the state of Denmark" (tradução mais comum: algo vai mal no Reino da Dinamarca) surge na peça de teatro Hamlet de William Shakespeare.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.