Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

Beja: É uma obra prioritária?

Todos os presidentes eleitos em autarquias coleccionam medidas inúteis no seu cadastro de obra feita e o Paulo Arsénio não é excepção: 

CM Beja constrói parque de estacionamento junto ao largo da Estação Ferroviária

 

Dizem que a obra vai custar cerca de 68 mil euros, dos quais cerca de 58 mil euros resultam de um fundo de apoio comunitário. Isto é, os alemães e os franceses vão financiar mais uma obra absurda que no imediato não é prioritária, uma vez que continuamos com a automotora velha. E não se vislumbra uma aposta na electrificação da linha para os próximos anos, quanto mais meses.

Para os eleitos socialistas com o parque estacionamento vai “permitir acessibilidade e mobilidade para todos, promover a segurança dos utentes e simultaneamente garantir a transparência na leitura visual dos espaços, reorganizar o espaço automóvel, criar condições adequadas para a paragem e transporte de utentes, junto ao edifício principal da estação, criar um percurso organizado e disciplinado ao nível da criação viária e proporcionar o enquadramento e valorização paisagística do local”.

Cada vez menos os cidadãos utilizam um serviço ultrapassado suportado com uma automotora obsoleta que a CP tem para "oferecer" à Capital de distrito. Por isso, não sei onde foram desencantar a ideia que o estacionamento é caótico, duas pessoas resistentes – porque é preciso ser-se muito insistente em continuar a utilizar esta automotora – a saírem da estação por dia não devem causar momentos de grave congestionamento de pernas e rodas!

 

A não ser que se estejam a referir aos ajuntamentos na estação de cidadãos indignados a exigir a electrificação da linha ferroviária de Casa Branca a Beja. E por outro lado estejam a prever mais protestos por parte dos cidadãos cansados de ainda não terem sido levadas em consideração as suas naturais e justas exigências: Beja voltar a ter ligação ferroviária direta a Lisboa de comboio eléctrico.

Resumindo e concluindo este parque de estacionamento daqui a 90 dias – prazo para a sua conclusão – vai ser um apêndice da Rua da Lavoura.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.