Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

Alguém sabe da "maladie" do Primeiro-Ministro de Portugal?

Segundo o Correio da Manhã: António Costa esconde estado de saúde. Felizmente que não está grávido.  Se não iria sofrer muito com a qualidade dos serviços prestados nestas especialidades ao abrigo do SNS. Uma tragédia desumana a que as grávidas portuguesas estão a ser votadas por um SNS em colapso por não estar a ser gerido com competência por todos os seus pares: primeiro-ministro, ministra da saúde,  conselhos de administrações com nomeações políticas pertencentes ao partido que detem a maioria absoluta. 

Dizem que foi uma indisposição. Mas nada se sabe. Há justificações que têm de ser dadas. A mim não.  Mas aos seus admiradores que lhe ofertaram a maioria absoluta devia ter dado satisfações sobre a "maladie" que trouxe do país no qual habita um tal de Macron que defende a não humilhação da Rússia. O Emmanuel diz que telefona todos os dias ao Vladimir, logo está a desenvolver um forte laço de amizade.  Compreendo.  Não compreendo é a confusão de premissas. Por exemplo, eu não quero humilhar a Rússia,  quero sim humilhar Vladimir Putin que se acha a reencarnação do Pedro, o Grande. O Macron devia ter dito que não quer humilhar Putin,  depois a quem iria ligar várias vezes por dia? Era menos uns dois ou três tweets. 

As "maladies" do Macron também vão começar  com os resultados das eleições legislativas. 

Antigamente, aquelas que ficavam sem dinheiro logo na segunda semana do mês por má gestão orçamental, começavam a ter alucinações e doenças súbitas e a ver a avozinha. É uma piadola que se pode aplicar a estes governantes desta Europa a 27 que estão cheios de "maladies" e, principalmente, aos governantes da pátria de Luís de Camões. 

 

 

 

8 comentários

Comentar post