Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

Ter | 06.04.10

Insólito em Serpa: Padre injuriado na procissão solene das festas em Honra de N.Sª de Guadalupe (Com Adenda)

/i.

O Jornal Correio da Manhã  noticiou o insólito que ocorreu ontem (5 de Abril de 2010) na procissão solene das festas de Serpa:

Padre atacado na procissão

O padre de Serpa esteve ontem à beira de ser sovado por algumas das centenas de pessoas que participavam na procissão em honra de Nossa Senhora de Guadalupe. A revolta dos fiéis iniciou-se quando se aperceberam que faltava a imagem de Nossa Senhora da Conceição. A ira só não acabou em tragédia devido à intervenção da GNR. Mas ainda levou os populares a empurrar e a ameaçar o padre dentro da igreja, para poderem resgatar a santa.

"As pessoas ficaram revoltadas com a atitude do padre, quando fechou a santa na igreja para levar apenas a de Nossa Senhora da Guadalupe", disse um dos populares.

Apesar da resistência do padre, José Alberto Pereira, que está na paróquia de Serpa há um ano, o povo conseguiu levar Nossa Senhora da Conceição a percorrer as ruas da cidade alentejana, mas sem recurso ao andor.

"Foi levada em braços. Para nós não foi nenhum sacrifício, mas o cumprir da tradição", frisou uma crente, que confidenciou a existência de uma má relação entre os fiéis e o pároco. Do início ao fim do cortejo, foram muitas as injúrias e vaias dirigidas ao padre. Um clima de tensão que obrigou os militares da GNR a garantir a segurança durante a procissão e em redor da igreja. "Não foi apresentada nenhuma queixa", garantiu o major Candeias, da GNR de Beja.

O CM contactou o padre José Alberto, que, através de uma amiga, informou que não prestava declarações por estar a descansar.

Alexandre M. Silva

 

 

Fontes: notícia - correio da manhã

             Vídeo: autor - João Espinho (Blog Praça da República)  

Este ano nas Festas do Concelho de Serpa em Honra N. Sª de Guadalupe avolumou-se o atrito  entre o Padre José Alberto e a população.

É sempre de lamentar estes acontecimentos, melhorar a organização das celebrações religiosas, mas não alterar/suprir actos que estão enraizados pela tradição religiosa no Concelho de Serpa.

Quem vem de novo deve respeitar e adaptar-se às especificidades do local, porém quando os ânimos ficam exaltados, não se deve também injuriar de forma gratuita, sob pena de se vir a perder a razão.

 

Adenda

 

O Bispo de Beja, D. Vitalino Dantas prestou declarações ao Correio da Manhã sobre os incidentes ocorridos na procissão solene das festas de Serpa, referindo que: "os cristãos praticantes estavam bem esclarecidos e sabiam o que se passava [padre José Alberto Pereira queria levar à procissão a imagem do Sagrado Coração de Jesus em vez da Nossa Senhora da Conceição]. As pessoas que não são praticantes, que só vão à festa e estão à espera que se faça sempre igual, é que se portaram mal." E quando questionado sobre se teme problemas na relação futura entre o pároco e a população, D. Vitalino Dantas diz não esperar problemas e "quem mais protestou são pessoas que não praticam e que vão apenas à festa. Não são aquelas que fazem parte da comunidade normal, embora o padre tenha de trabalhar com todas."

Ler a notícia aqui

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2