Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Perspectivas & Olhares na planície

Perspectivas & Olhares na planície

Sab | 30.01.16

Brasil: Convoco o Eça de Queirós

/i.

O Jornal O Globo noticiou que a modelo portuguesa Sara Sampaio é da terrinha. A melhor forma de responder à provocação é responder com outra provocação. E para isso tomo a iniciativa de convocar o magistral Eça Queirós para assumir a liderança e dar um banho de realidade a algumas franjas da sociedade brasileira.

 

Sex | 29.01.16

Dragão ficou com o lagarto, mas sonha com a lagartixa!

/i.

Quem é a lagartixa, quem é?

Há um adágio popular que é à medida de Jorge Jesus: quem nasce para lagartixa, nunca chegará a jacaré... Tem inscrito umas coisitas no seu curriculum de treinador e comporta-se como estivesse os mesmos troféus do Sir Alex Ferguson, Pepe Guardiola ou do português José Mourinho.

Qua | 27.01.16

O padrinho deve estar contente...

/i.

O padrinho Marcelo Caetano "onde quer que esteja" deve estar muito orgulhoso e feliz do seu afilhado Marcelo Rebelo de Sousa. Nos anseios do padrinho era bem melhor ocupar a cadeira de Primeiro-Ministro, mas o cadeirão de Presidente da República não o desiludiria, certamente.

Os resultados eleitorais das presidenciais já foram deveras escalpelizados: os derrotados, os vencidos que também foram vencedores, os que culpam os outros em vez de assumir que os culpados foram os próprios, o vencedor anunciado… No entanto, antes de fechar este ciclo de rescaldo das presidenciais 2016 queria fazer dois apontamentos, o primeiro de ordem política: os apoiantes e a candidata Maria de Belém queixaram-se da ausência de António Costa e dos actuais dirigentes do PS na sua campanha, porém não lamentaram a não participação de António Seguro em nenhuma iniciativa eleitoral da sua camarada. Se esteve ao lado de Maria de Belém na campanha não se viu, ou andou escondido no elevador para não ser visto e ser lembrado não como o fantasma de Canterville (de Oscar Wilde), mas sim o fantasma de Maria (a) Belém.

Nada mais havendo para esmiuçar politicamente, o segundo apontamento enquadra-se na segurança rodoviária e na coima que ficou por aplicar no fim da noite eleitoral. Passo a explicar: na viagem de regresso a Cascais, o Professor Rebelo de Sousa - assim se referiu o Passos Coelho na hora de o felicitar -, já eleito e conduzido pelo seu filho, tudo normal até ao momento em que este começou a infringir o código da estrada. O filho de Marcelo estava a falar ao smartphone sem auricular, uma coima perdoada às claras e testemunhada pelos telespetadores que acompanhavam as imagens transmitidas pelos diversos canais televisivos. O Marcelo, oops, Professor Rebelo de Sousa ainda não foi empossado como Presidente da República e já há perdões...

Seg | 25.01.16

Autópsias ao fim-de -semana

/i.

"(...) os cadáveres das autópsias são anjos defuntos, anjos que se deixam esquartejar sem uma palavra de revolta."

António Lobo Antunes, Conhecimento do Inferno

"Causa da morte, exigia o papelucho impresso. Anotei Paragem Cardíaca em lugar de escrever morreu de estar farto de morrer aqui. (...)"

António Lobo Antunes, Conhecimento do Inferno

As autópsias ao fim-de-semana só se fazem em casos expcecioniais. Até quando se morre não há tratamento igualitário. Se se morre durante a semana e caso seja pretendida ou obrigatória a autópsia é realizada sem espera. Caso se tenha o duplo azar de se morrer e de se morrer ao fim-de-semana só se tem alta da arca frigorífica na segunda-feira ou terça-feira, com sorte. Ora num momento de absoluto desespero em que se reveste a perda de um ente querido, não será uma longa espera para se puder fazer as exéquias? É certo que estão a seguir as normas e os procedimentos instituídos pelo Ministério da Saúde, mas dá que pensar esta prática do gabinete de medicina legal de qualquer hospital.

Dom | 24.01.16

A Maria de Belém perdeu o meu voto!

/i.

Sabe porquê, minha querida?

Por causa disto: 

Maria de Belém pediu inconstitucionalidade de suspensão de subvenções vitalícias

Quer que Armando Vara, Luís Filipe Menezes e os outros trezentos e noventa e oito políticos recebam uma escandalosa subvenção vitalícia do estado, que em boa hora o Governo de José Sócrates acabou com esse fartote à vilanagem, é o que são as subvenções vitalícias dos políticos. É pena a medida de 2005 não ser retroativa, é mesmo uma pena!

Sab | 23.01.16

Caixa Geral de Depósitos de Serpa: Pausa para almoço!

/i.

É um facto consumado: o balcão da Caixa Geral de Depósitos de Serpa fecha entre as 12h e as 13h. Nos outros balcões do banco do Estado também fecham na hora de almoço? Nos dias de hoje e no meio rural em que basta atrasar a boleia do vizinho, o autocarro chegar mais tarde e chegamos e batemos com o nariz no "fechado para almoço"! O vizinho não pode esperar, a boleia foi para as urtigas. O autocarro que era às 13h e picos, esquece, já o perdemos... Resta esperar pelo das 16h, se existir, se não for só o das 17h e tal. Chegar a casa e não chegar são 17h, no caso de existir o autocarro das 16h. Portanto, é um dia inteiro para ir tratar de assuntos de dinheiro com o gestor de conta presencialmente.

 Quando já se percorreu o caminho dos vários serviços públicos instituírem a política do horário sem pausas para o cidadão conseguir tratar das suas burocracias na sua hora de almoço, por sua vez, no balcão da Caixa Geral de Depósitos de Serpa assiste-se ao retrocesso: fecha ao almoço.

Não se compreende.

Sex | 22.01.16

Serpa: Este jardim público não é...

/i.

...para mulheres!

Serpa: Este jardim público não é...

Não tem sinalética o WC das mulheres e ainda não tiveram um tempinho nas horas de trabalho para voltar a colocar o M.

 

... e nem para patos!

Serpa: Este jardim público não é...

Coitados não basta estarem famintos e quando chove mais do que a conta, os patos nadam em água lamacenta. Ah aqueles patitos que sobrevivem àqueles que andam sempre com "as mãos à rojo", ou seja, os amigos do alheio!

 

Qui | 21.01.16

A CP assim o quis: Google Train View não passa pelo Alentejo

/i.

"O Alentejo lembra-me sempre um imenso relógio de sol onde o Homem faz de ponteiro do tempo."

Miguel Torga

 

A CP- Comboios de Portugal fez uma parceria com a Google e assim, podemos viajar virtualmente pelos 700 quilómetros de linha férrea. Diz-se por aí que Portugal é o segundo país europeu, a seguir à Suíça, a proporcionar semelhante brinde a quem quiser conhecer a terra de Afonso Henriques através de uma viagem virtual de comboio. No sítio da Internet da CP - Comboios de Portugal anuncia e promove com pompa e circunstância a viagem virtual:

Descubra uma nova forma de viajar com o Google Train View

Portugal tem muito para descobrir, muito para ver, muito do que se perde quando se viaja de carro.

 

Pág. 1/3