04 de Maio de 2017

Antes, quando a Senhora Dona Assunção Cristas estava no poleiro era só crendices: «Sou uma pessoa de fé, esperarei que chova».

Agora, como passou para o lado da oposição deixou que o submarino levasse a fé e o discurso mudou: sobre a situação de seca que se vive no Alentejo, Cristas desfiou algumas das medidas que já deveriam ter sido tomadas para minorar os seus efeitos: "A isenção da taxa de recursos hídricos para os regantes, a forma de apoiar o abeberamento aos animais com os bombeiros para poderem carregar água e isentar de contribuição para a Segurança Social, por um período de tempo".

 

publicado por /i. às 13:00
 O que é? | | favorito
P&O na planície
Neste blogue poderá encontrar perspectivas e olhares de todos os temas que pululam na nossa sociedade e na nossa vida quotidiana, em particular. Uma Certeza, tudo poderá ser passível de ser perspectivado e olhado e levar a chancela no Perspectivas & Olhares na planície, basta Acontecer, Existir.... (...)

Ler Apresentação
últ. comentários
@ Sara os livros eram novos. Livros de escritores ...
Eram livros novos? Esses não podem ter muito desco...
@Malik tem toda a razão! Obrigada pela visita.
É triste... tanto milhão para os accionistas a sai...
Boa tarde, se reparou nos tags foi um post irónico...
Aparentemente de futebol percebes 0, caso contrari...
pesquisar neste blog
 
arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

facebook
Localização
Baixo Alentejo
Contacto
Email
blogs SAPO